Diário de Bordo

Você está preparado?

George Wachsmann

9 fev 2023, 18:19 (Atualizado em 9 fev 2023, 18:19)

Diário de Bordo - você está preparado

Sair da rotina é bom, mas tem suas surpresas.  

No último final de semana, minha esposa propôs um programa diferente: um passeio de mountain bike em Itu, uma cidade próxima de São Paulo. O programa, com algumas amigas do curso da ABPW (programa de treinamento para que as mulheres participem de conselhos de empresas), já estava combinado desde o final do ano passado.  

Como eu gosto de andar de bike, topei na hora, sem hesitação. O passeio seria guiado por uma equipe que oferece esse tipo de serviço, com carro de apoio e todas as conveniências. Além disso, as bikes seriam providenciadas.  

Na época em que confirmamos nossa participação, eu estava me recuperando bem de uma contusão na panturrilha direita. Em outubro vivenciei a famosa Síndrome da Pedrada durante o futebol da Empiricus, que acontece religiosamente aos sábados. No final do ano já estava liberado, inclusive para corridas.   

Não posso negar que voltei das férias em condições físicas um pouco piores. A panturrilha esquerda, provavelmente com ciúmes da atenção dada à direita, também resolveu estourar. Dessa vez a “pedrada” foi numa travessura que eu arrisquei em um off piste no ski.   

Mas eu estava pronto. O trabalho intensivo de fisioterapia, iniciado na volta das férias em meados de janeiro, já me liberava, de novo, para a aventura. Na sexta-feira a Silvia foi buscar as bikes alugadas e tudo estava pronto!  

Acordamos cedo no sábado pois o encontro em Itu estava marcado para às 8h30. Chegamos com tempo de tomar um café rápido na padaria e nos juntamos ao grupo. Até o tempo firmou. Tudo lindo, até que subi na bike… 

A bike alugada era uma Cannondale Gravel. Eu também não sabia o que isso significava até estar ali. Gravel bikes são bicicletas que apresentam uma geometria e configuração de peças que oferece desempenho tanto no asfalto quanto em trilhas.   

Vi que a bike era séria quando o nosso guia parou para olhá-la com um ar respeitoso. Mesmo não sendo minha, aquele elogio disfarçado me alegrou e provavelmente me fez não dar atenção ao comentário seguinte dele me explicando o que era: essa é uma excelente bike. Para quem está acostumado com a proposta de uma bike gravel.   

Eu claramente não estava acostumado. E, para ser sincero, deveria ser 5 cm mais alto para tentar usufruir daquela máquina. No percurso de ida até o Lago Secreto eu lutei. Pedalei na ponta dos pés, aprendi a transição das marchas e tentei perseguir o pelotão da frente. Cheguei exausto, mas cheguei.  

A parada para o piquenique, bem montado pela equipe de apoio, foi bom para repor líquidos e energia, mas esfriou o meu ímpeto. Pedalar na ponta dos pés me deu câimbras nas duas panturrilhas, que já vinham de recuperação. A ergonomia de uma bike gravel maior do que o meu tamanho me deu dores nas costas e nos punhos. Isso sem falar no desconforto do capacete de patinete/skate.   

A foto na capa deste Diário (no meio do percurso de ida), já dá os sinais do que viria pela frente.  

O percurso de volta (uns 20 km) de terra, com alguns momentos de lama, foi praticamente um hike e não um passeio de bike. Isso mesmo, fiz praticamente todo ele a pé, empurrando a incrível bicicleta. Só quando tinha uma descida pela frente eu subia de volta na magrela.  

Cheguei no ponto final do passeio 35 min depois da Silvia, literalmente sem boa parte da sola do meu tênis, extenuado. Feliz por ter “completado” o percurso, por não ter desistido e subido no carro de apoio que me alcançou em algum momento. Até fiquei satisfeito com a minha performance (consegui não ficar entre os últimos!). E pronto para aproveitar o almoço na Cozinha São Pedro, um simpático restaurante dentro de uma antiga fábrica e junto a um museu (fica a dica).  

Moral da história: sair da rotina é bom, mas você precisa estar preparado. E muitas vezes estar preparado vai além de fazer tudo o que dizem para você fazer ou o que você acha que é certo. Se eu tivesse testado a bike na loja, ao alugar, se eu tivesse perguntado a opinião de um especialista, se eu tivesse pesquisado mais…   

E é esse tipo de risco que você não pode tomar ao cuidar do seu dinheiro. Tenho visto muitas pessoas, preocupadas com a situação econômica e política do Brasil, buscando formas de proteger o seu patrimônio e do da sua família. Imagino que isso também esteja passando pela sua cabeça.  

E quanto mais eu ouço as histórias vejo muita gente com a intenção correta, mas falhando na execução. E não quero que você faça isso na hora de blindar o seu patrimônio para evitar o risco-Brasil.  

Convido-o a acompanhar agora o primeiro episódio da série gratuita: Patrimônio Blindado Americano, para você proteger seu patrimônio e da sua família sem correr riscos desnecessários, sem cometer erros por não se planejar corretamente, investindo em dólares e aproveitando os juros altos nos EUA.  

Porque estamos propondo mudanças na família Tech   

Enviamos na semana passada, 01/02, a convocação para a Assembleia-Geral de cotistas para incorporação dos fundos FoF Tech, Tech Brasil e Tech Ásia no Tech Select. A assembleia está marcada para o dia 23/02. Se você é cotista de pelo menos um desses fundos, fique atento ao seu e-mail. Lá você encontrará tudo o que precisa saber para participar da votação.   

A ideia é exatamente essa: juntar todos os fundos da família Tech em um só. Isso deixará a gestão muito mais eficiente, com um fundo maior e com mais opções de investimentos. Não estaremos “presos” a teses específicas e poderemos navegar melhor os diferentes cenários daqui para a frente.  

Vamos fazer uma live na semana que vem para falarmos especificamente sobre isso.  

Mudanças nos fundos de Cripto  

No dia 27 deste mês será realizada uma assembleia geral para os cotistas dos fundos Cripto NFT e Cripto Smart. A proposta é juntar todos no fundo Cripto DeFi, unindo as estratégias em um único veículo que passara a se chamar Cripto High Beta.   

Tivemos a ideia de unir teses de diferentes segmentos de cripto em um fundo mais diversificado, em que não fiquemos presos a limitações temáticas e tenhamos mais flexibilidade para trazer novos projetos para a estratégia. Temos visto essa decisão se mostrar bastante acertada no caso da carteira do Exponential Coins e acreditamos que o mesmo valerá para os fundos.   

Se você é cotista de um desses fundos, deve ter recebido um e-mail com a convocação e poderá votar até o dia 27/2. Fique atento!  

Debêntures - Enauta    

Esta oferta pode ser encontrada na Empiricus Investimentos e no BTG: 1ª série da 1ª emissão da Oferta Pública de Distribuição Secundária da Enauta Participações S.A.  

Relatórios Gratuitos: você sabia? 

Aqui na Empiricus Investimentos você pode ter acesso a diversos relatórios de ações. Eles ficam disponíveis na sua área logada e muitos deles são cortesia da Empiricus Research. Você também pode recebê-los através do nosso canal de renda variável no Telegram.

Não deixe de aproveitar e conferir as indicações dos analistas.  

Para hoje, temos dois relatórios com duas novas recomendações de investimento feitas pelo time de analistas da maior casa de análise do Brasil, a Empiricus Research.  

O primeiro relatório foi elaborado pela equipe de analistas Rodolfo Amstalden – sócio fundador – Larissa Quaresma, Richard Camargo e Ruy Hungria.  

Na primeira parte do relatório você vai encontrar a avaliação de Larissa Quaresma, analista da série Carteira Empiricus da Empiricus Research, sobre o resultado do Itaú no último trimestre de 2022.  

Na segunda parte, você vai encontrar a tese de investimento que justifica a recomendação de compra do ativo. Mas a gente vai dar um spoiler…  

Nesta semana, o Itaú divulgou seus resultados do 4T de 2022, que veio em linha com as expectativas. Houve crescimento na carteira de Crédito em relação ao semestre anterior, e com um lucro líquido de R$ 7,7 bilhões, aumentando o lucro em relação ao ano anterior.  

Um resultado sólido. Se quiser conferir a tese completa, basta acessar o relatório gratuito clicando no botão abaixo:  

O segundo relatório foi elaborado por Caio Araujo, analista de fundos imobiliários da Empiricus Research. A recomendação é do fundo WHGR11 e, ao clicar no botão abaixo, você confere todo o racional e todas as características do investimento.  

Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão, basta enviar para a gente pelo 

atendimento@empiricusinvestimentos.com.br.  

Até a próxima semana!  

Um abraço,  

Jojo Wachsmann  

Conteúdos Relacionados

12 jul 2024, 12:09

A tecnologia é o que move o planeta

Confira a edição do dia 09/02/2023 do Diário de Bordo

Ler Conteúdo

26 jun 2024, 17:48

Globalizando a sua aposentadoria

Confira a edição do dia 09/02/2023 do Diário de Bordo

Ler Conteúdo

20 jun 2024, 15:07

Investidores também têm sentimentos

Confira a edição do dia 09/02/2023 do Diário de Bordo

Ler Conteúdo

13 jun 2024, 15:44

Bull Market, a  gigante de Cupertino e o que o investidor local não deveria fazer…

Confira a edição do dia 09/02/2023 do Diário de Bordo

Ler Conteúdo

6 jun 2024, 13:45

Hora de cruzar o Pacífico? Um ângulo diferente (e mais sóbrio) sobre a China

Confira a edição do dia 09/02/2023 do Diário de Bordo

Ler Conteúdo

29 maio 2024, 18:51

Mercado(s) complicado(s)

Confira a edição do dia 09/02/2023 do Diário de Bordo

Ler Conteúdo

Receba conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail